Corpo & Mente

Descanse se quiser resultados

Descanso - Coluna Evandro Delamuta

A diferença entre atividade e exercício físico é que o exercício é algo planejado e periodizado. Então, se você apenas caminha, corre ou faz qualquer tipo de atividade sem acompanhamento de um profissional, você está apenas praticando uma atividade física. Se você se enquadra neste grupo que pratica atividades físicas, pode ser que ainda não gere as adaptações necessárias para que ocorra uma mudança no corpo, o que pode ser prejudicial para você. Exercitar-se não é apenas fazer exercícios; exercitar-se é algo mais complexo. Temos que contabilizar o volume dos treinos, os dias em que você treina cada grupo muscular, o intervalo entre os exercícios e o intervalo entre cada sessão de treinamento – isso e tudo o que você consome após o treinamento.

Durante o exercício físico, você está ‘piorando o corpo’. Sim, quando treinamos, estamos gerando lesões no tecido muscular e causando um processo inflamatório. Quanto maior for a duração e a intensidade, maior serão os danos. É no período de descanso que nosso organismo pode se recuperar e gerar as adaptações necessárias para estarmos preparados para receber um novo estímulo. O descanso que me refiro neste momento não é o descanso durante o treinamento, mas depois do treino.

De nada adianta você escolher o melhor treino e ter a pior dieta, sendo que as adaptações ocorrem no descanso

O período de descanso pode variar de 24 até 72 horas – eis aqui um dos momentos mais importantes do treinamento. É neste momento que o organismo e a musculatura estão se regenerando e ocorre a famosa ‘hipertrofia’ e adaptações que todos falam. O descanso não é apenas não treinar o mesmo grupo muscular, mas também o que você ingere durante o período. Se você não der o estímulo correto para sua musculatura e o descanso necessário; se não ingerir a quantidade correta de proteínas, carboidratos e vitaminas e minerais, você não conseguirá atingir os objetivos, seja ele de emagrecimento ou ganho de massa muscular.

Por isso, o trabalho multidisciplinar é muito importante. De nada adianta você escolher o melhor treino e ter a pior dieta, sendo que suas adaptações ocorrem no período de descanso. A dica mais sensata é para que você procure a ajuda de um educador físico ou de um personal trainer e também de um nutrólogo ou nutricionista, pois com o acompanhamento destes profissionais, com certeza atingirá os objetivos sem desperdiçar tempo e sem prejudicar o próprio corpo.

Evandro Delamuta é personal trainer

Início