Opinião

Da região

Pouca gente sabe, mas o goleiro Walter, titular do Corinthians, foi revelado para o futebol aqui em nossa região. Em 2007, o arqueiro iniciou a trajetória no futebol atuando pelo Rio Branco, da vizinha Americana. De lá até brilhar em um dos times mais importantes do mundo, entretanto, foi uma aventura de altos e baixos comuns do nosso esporte favorito.

Quando todos que o conheciam – e possivelmente ele também – pensavam que seria apenas mais um no futebol, Walter foi um dos destaques do Noroeste, comandando pelo técnico Moisés Egert (ele mesmo!) e campeão da Copa Paulista de 2012. O bom desempenho e a conquista chamaram a atenção do União Barbarense, que contratou a dupla Egert e Walter para o Paulistão do ano seguinte. O primeiro não vingou e foi demitido meses depois. Mas o goleiro abriu as portas para chegar meses depois no Corinthians.

Durante a estada em Santa Bárbara d’Oeste, tive algum contato com Walter, pois trabalhava como editor de esportes do jornal O Liberal, de Americana, que também cobria o Leão da 13, e acompanhava o dia a dia do jogador. Simples, trabalhador e muito bom de bola, Walter ‘fechou o gol’ do União Agrícola Barbarense em dois jogos específicos do Paulistão 2013: contra Corinthians e Palmeiras. Não evitou a queda do Leão da 13, mas despertou o interesse dos dirigentes corintianos.

Agora, vendo Walter brilhar no gol alvinegro após barrar o então intocável Cássio, penso que tudo isso foi mais que merecido: um atleta que começou em Americana, ‘rodou’ todo o interior paulista buscando um lugar ao sol até voltar à região, em Santa Bárbara d’Oeste, antes do auge na carreira, prova que vale a pena sonhar.

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Início