Opinião

Dá para vencer, sim!

O conceito é manjado e todos estão cansados de saber: contra time grande, quando a oportunidade aparece tem que matar. Na quinta-feira (25), contra o Palmeiras, esta é a receita para o XV de Piracicaba sair com a vitória. A empolgação e a volta da confiança após o triunfo sobre o Red Bull, aliada à chegada de um novo comandante, podem empurrar o Alvinegro para cima do Verdão. Além disso, o time da capital vem oscilando demais, a equipe não joga bem e seu treinador está pressionado e acuado.

Desde o retorno à Série A1, em 2012, XV e Palmeiras sempre fizeram jogos equilibrados e emocionantes, mesmo com os placares favoráveis ao Alviverde: três vitórias e um empate. Em todos os casos, o XV teve a chance de “matar”. Mas não matou e, o pior, aInda levou; como em 2014, no mesmo Barão da Serra Negra – gol de França nos acréscimos.

Ronaldo Guiaro “guiou” o XV no jeito “arroz com feijão”, estilo de jogo cantado em verso e prosa por todos, mas que Claudinho Batista não acreditou. Logo em seu primeiro discurso, Narciso foi taxativo e dá sinais que deve manter a mesma formação da vitória do último sábado. Decisão acertada de um treinador que acompanhou de perto a determinação, raça e vontade dos jogadores na etapa final.

Por isso, todos devem acreditar que “dá para vencer, sim” o Palmeiras. Torcida, jogadores, comissão técnica e diretoria juntos em uma só corrente: vitória!

Leandro Bollis é jornalista, narrador esportivo da Rádio 105FM há cinco anos e comentarista do programa Século 21 Esporte na Rede Século 21.

Início