Futebol

Claudinho prepara equipe com portões fechados

Nhô Quim entra em campo domingo, às 17h, contra o Corinthians, em São Paulo

Claudinho Batista, treinador do XV de Piracicaba
Claudinho confirmou Aloísio como substituto de Gerson Magrão, contundido (Foto: Líder Esportes)

Às vésperas da estreia no Campeonato Paulista, o técnico Claudinho Batista fechou para a imprensa o treino desta sexta-feira (29), que aconteceu no CT (Centro de Treinamento) XV Raízen. O XV de Piracicaba terá como primeiro adversário o Corinthians, no domingo (31), às 17h, em Itaquera. A atitude, segundo o treinador, deve-se por um fato que ocorreu no ano passado.

Quando comandava o Mogi Mirim, Claudinho Batista iniciou o Paulistão 2015 justamente contra o Nhô Quim e pôde conhecer melhor o adversário por meio da imprensa. “Usei da arma para o meu primeiro jogo no último campeonato. Consegui pegar, através de vocês da imprensa, as informações do XV para a nossa estreia”, disse o técnico em entrevista coletiva, no estádio Barão da Serra Negra.

Por outro lado, Claudinho Batista confirmou que Aloísio será o substituto de Gerson Magrão em São Paulo. O meia, que estava entre os titulares no jogo-treino com a Caldense-MG, sofreu uma fratura na costela e desfalcará a equipe por um mês.  “São características diferentes, mas o modelo de jogo continua o mesmo”, frisou o treinador. Então, se não houver imprevistos, o Alvinegro entrará em campo com Bruno Brígido; Daniel Damião, Fábio Sanches, Heitor e Julinho; Magal e Léo Salino; Henrique Santos, Aloísio e Diney; Rodrigo Silva.

O comandante destacou que, mesmo com o desmanche do elenco, o Corinthians segue com um time qualificado. “Creio em um Corinthians para frente. É um grupo que, mesmo com as baixas, sabe trabalhar a bola e envolver o adversário”, elogiou. Por isso, Claudinho Batista deu prioridade à defesa ao longo desta semana. “Trabalhamos uma forma defensiva para que o Corinthians não tenha facilidade de jogar entre as nossas linhas”, informou.

LADO BOM

No último sábado (23), o técnico se decepcionou com o desempenho do XV no empate por 0x0 com a Caldense-MG, no Barão da Serra Negra. Ele, no entanto, ressaltou que aquela atuação pelo menos impossibilitou falsas impressões. “Aquela tristeza que tive depois da partida contra a Caldense-MG não existe mais. Transformei tudo em felicidade. Porque, se tivéssemos êxito, podíamos achar que estávamos bem para o jogo diante do Corinthians”, afirmou.

Início