Atletismo

Circuito Regional marca estreia de piracicabanos

Evento será realizado na manhã deste sábado no Sesi; Daniel Camargo estreia

Mazé Ferreira, treinadora da equipe de atletismo de Piracicaba
Mazé Ferreira, técnica da equipe de atletismo de Piracicaba: expectativa para evento (Foto: Líder Esportes)

A cidade de Piracicaba vai sediar a 1ª etapa do Circuito Regional de atletismo 2016. O evento acontece neste sábado (18), com início às 8h30 no Sesi Mário Dedini. Participam do circuito aproximadamente 15 delegações da região. A equipe piracicabana, composta por atletas do PDB/Selam (Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Atividades Motoras) e do Centro de Formação, e comandada pela técnica Maria José Ferreira, a Mazé, terá a participação de 25 atletas nas categorias mirim, menor, juvenil e adulto.

“O objetivo desta competição é fomentar o atletismo, dar oportunidades para todas as categorias participarem. O evento foi criado para todas as pessoas que treinam”, disse Mazé. O atleta paralímpico Daniel Camargo é um dos representantes da equipe que estará no Circuito Regional. Ele vai competir pela primeira vez no ano. “A expectativa pela participação dele é grande, é a primeira competição do Daniel em 2016 e nós vamos observar o desempenho”, comentou a treinadora.

ESTREANTES

Além do paralímpico, o grupo conta com competidores na categoria adulta que também nunca participaram de qualquer competição e estreiam neste sábado. “Nós temos alguns atletas adultos que nunca competiram porque não são federados ou ainda nunca tiveram oportunidades de estrear na pista. Como o Circuito Regional é uma competição aberta, eles terão a oportunidade de estrear”, ressaltou Mazé.

Apesar de a equipe contar com estreantes e, teoricamente, a cobrança por resultados ser menor, a treinadora afirmou que os atletas terão de controlar a ansiedade por se tratar da primeira competição. Mazé Ferreira destacou que tem conversado com os atletas. “Eles estão com uma ‘pulguinha atrás da orelha’ (risos). Todo mundo fica ansioso por estrear, mas é só conversar com eles e acalmar os nervos”, contou a técnica.

Início