Kickboxing

Card do WGP tem sete atletas de Piracicaba

Evento acontece neste sábado (2); saiba como e onde comprar o ingresso

Gustavo Piacentini enfrenta Renzo Martinez no WGP 31, dia 2 de julho, em Piracicaba
Gustavo Piacentini é o lutador mais 'experiente' de Piracicaba no circuito profissional (Foto: WGP/Divulgação)

O WGP 31, que acontece neste sábado (2), desembarca pela primeira vez em Piracicaba, referência quando o assunto é kickboxing. O card tem como atrações principais a disputa pelo cinturão dos pesados entre Felipe Micheletti e o paraguaio Carlos Meza, além de sete combates envolvendo atletas de Piracicaba no Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas. “A expectativa para é a melhor possível. O desejo de realizar o evento em Piracicaba é antigo, a cidade dá muito valor ao nosso esporte e tenho certeza que vamos conseguir proporcionar o melhor do kickboxing para os fãs presentes ao ginásio”, afirmou Paulinho Zorello, diretor-executivo do WGP.

Piacentini busca a quarta vitória profissional no circuito do WGP; Cristmi estreia

O primeiro piracicabano a entrar no cage será Isaias Silva, que encara Maycon Barreto na luta inaugural da noite, pela divisão dos galos. Isaias é atual campeão pan-americano amador e venceu a única luta profissional que fez na carreira. Na sequência, quem entra em ação é Jhonatan Teodoro, que estreia no WGP diante do sorocabano Fábio Lopes. Com apenas uma luta profissional e uma vitória, o atleta é bicampeão brasileiro da CBKB (Confederação Brasileira de Kickboxing) e foi o terceiro lugar no Mundial da WAKO (sigla em inglês para Associação Mundial das Organizações de Kickboxing).

O piracicabano Kléber Oliveira, da Inside Lukas Bueno, enfrenta Rodolfo Cavalo no terceiro duelo da noite. O card preliminar ainda reserva espaço para dois destaques locais: Eliane Lopes e Felipe Artillero Bocaz. Atual campeã paulista e brasileira amador, Eliane faz a primeira luta profissional diante de Pamela Mara. Já Artillero, chileno radicado em Piracicaba, vem de vitória na última edição do WGP, de número 30, realizado em maio, sobre Jhonatan Leuch.

O maior nome do kickboxing em Piracicaba é Gustavo Piacentini. ‘Veterano’ do WGP, apesar dos 24 anos, o lutador fez seis duelos profissionais na organização, com três triunfos, duas derrotas e um empate. A última vez que entrou no cage foi na edição 29, realizada em abril, quando participou do GP da divisão dos leves. Piacentini derrotou o paranaense Bruno Cerutti na semifinal, mas foi superado por Hector Santiago na decisão.

Já Cristmi Páfaro estreia no WGP contra a renomada Julie Werner, que retorna ao kickboxing depois de fazer carreira no MMA. Aos 31 anos, Cristmi tem no cartel profissional duas vitórias e uma derrota. Na luta principal da noite, Felipe Micheletti encara o paraguaio Carlos Meza valendo o cinturão peso-pesado do WGP. O evento também decide o novo campeão do GP super-médio. Os participantes são Diego Sebastião, Thiago Golden Boy, Fernando Nonato e Wellington Uega.

INGRESSOS

As entradas para o WGP 31 seguem à venda. Os ingressos para as arquibancadas são vendidos por R$ 30, enquanto as cadeiras custam R$ 55. Os bilhetes para a área VIP são comercializados por R$ 110. Para todos os setores, é solicitada a doação de 1 kg de alimento não-perecível no ato da compra ou na entrada do evento. O ponto de venda é a academia Company Top Fight – rua Virgínia Zaia, 95, bairro Paulicéia. Na internet, os ingressos podem ser adquiridos pelo site www.ticket360.com.br.

Início