Futebol Americano

Cane Cutters fecham fim de semana perfeito

Full pad vence amistoso preparatório; flag football ganha e lidera na APFA

Luiz Franco, head coach da equipe de flag football dos Cane Cutters
Luiz Franco reclamou da arbitragem contra Lençóis Paulista (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes/Orientec)

O fim de semana não poderia ser melhor para os Cane Cutters. Neste domingo (23), o time piracicabano de futebol americano venceu as duas partidas que fez: a equipe de full pad derrotou em casa o Paulínia Mavericks pelo placar de 6×0, em amistoso de preparação para a Taça 9 de Julho; no flag football, os Cutters derrotaram os Readers por 10×2, em Lençóis Paulista, pela segunda rodada do Campeonato da APFA (Associação Pró-Futebol Americano). O resultado garantiu a liderança do grupo e manteve Piracicaba com 100% de aproveitamento.

Nas duas partidas, prevaleceram as defesas. No flag, os Cutters encontraram dificuldades no início do jogo, mas deslancharam ao conseguir o único touchdown do dia mais a conversão de dois pontos, além de um safety, aproveitando a falha no snap adversário. Os Readers anotaram apenas dois pontos ao longo da partida, fruto de um safety. Perguntado sobre a partida, o head coach da equipe piracicabana, Luiz Franco, não escondeu a irritação com a arbitragem.

“Tivemos um bom início e dominamos a defesa adversária, mas os sucessivos erros de arbitragem tiraram a concentração do nosso ataque. Nós sofremos o safety e, após ganharmos os primeiros pontos também com o safety, o ataque começou a reagir e marcamos o touchdown, seguido de uma conversão de dois pontos. O destaque foi novamente a defesa, que não deu nenhuma oportunidade para que o ataque de Lençóis Paulista produzisse bons drives”, afirmou.

AMISTOSO

No duelo amistoso disputado na Área de Lazer do Cecap, os Cutters superaram o Paulínia Mavericks pelo placar de 6×0, com um touchdown anotado por Giovane Gallina. O resultado magro, porém, não representa a superioridade do time piracicabano, que neutralizou o sistema ofensivo adversário, mas cometeu faltas de ataque que impediram um marcador mais dilatado – três touchdowns foram invalidados após as infrações cometidas pela equipe da Noiva da Colina. O head coach Marco Bucci ficou satisfeito com o que viu.

“É importante dizer que amistoso é diferente de competição. Nós fizemos testes de defesa, ataque e comunicação. Defensivamente, fomos praticamente perfeitos e reduzimos o ataque de Paulínia a dois first downs. Dois anos atrás, cedemos mais de 30 pontos para o mesmo adversário. Conseguimos três intercepções e forçamos três fumbles, recuperando duas bolas. A parte tática funcionou muito bem. Do ponto de vista ofensivo, ainda estamos cometendo erros, mas somos otimistas e acreditamos que vamos ser bem mais competitivos neste ano. Na comunicação, ainda vamos evoluir, pois isso depende de prática”, completou.

Início