Kickboxing

Camp Internacional bate recorde de inscritos

Atividade realizada em Piracicaba reuniu nomes importantes da modalidade

Gustavo Piacentini, lutador de kickboxing
Gustavo Piacentini é um dos nomes mais respeitados do kickboxing nacional (Foto: Líder Esportes/Orientec)

Com recorde de participantes, acabou no último domingo (26) em Piracicaba a segunda edição do Camp Internacional de Kickboxing. A programação, realizada no Ginásio de Lutas e Artes Marciais, contou com exames de graduação, palestras, simpósios de teóricos e treinamentos. “A oportunidade foi inigualável. Piracicaba recebeu mais um vez alguns dos melhores técnicos do mundo na atualidade, pois a CBKB (Confederação Brasileira de Kickboxing) acredita que a capacitação é o único caminho para elevarmos o kickboxing brasileiro ao nível do praticado na Europa”, disse Paulo Zorelli, presidente da CBKB.

Segundo a organização, cerca de 70 atletas participaram diariamente do evento. Além do Ginásio de Lutas e Artes Marciais, sede do Centro de Treinamento da Confederação Pan-Americana, o anfiteatro do Centro Cívico recebeu o curso arbitral com a presença do palestrante Yuri Lakhtikov, da Estônia. O Camp Internacional ainda registrou as participações do técnico russo Arslan Daudov, e do hexacampeão europeu e tricampeão mundial Tomaz Barada, da Eslovênia.

“Foi muito produtivo. É incrível como em tão pouco, podemos ver essa diferença, não falo pela questão técnica, mas como é a postura deles nos treinamentos e competições. A atenção aos detalhes é o que faz eles serem tão bons”, afirmou o lutador piracicabano Gustavo Piacentini, atual campeão pan-americano. O Camp Internacional de Kickboxing ainda contou com a participação de técnicos brasileiros como João Carlos Barros, treinador da seleção brasileira de boxe desde 1995.

Início