Opinião

Bonitos exemplos

O esporte proporciona momentos inesquecíveis para os atletas de alto rendimento. Além das conquistas, reconhecimento e, em alguns casos, um bom dinheiro, o ídolo ainda passa a ser seguido por uma legião de fãs, principalmente as crianças. Com esse reconhecimento, os nossos heróis têm a ‘obrigação’ moral de devolver à comunidade na qual estão inseridos um pouco do que aprenderam com o esporte.

Em Piracicaba, felizmente, temos muitos exemplos de ídolos que fazem um trabalho fantástico de massificação do esporte. Cito aqui, especificamente dois casos, ambos vindos das artes marciais: o casal Diego Spigolon e Natalia Brozulatto, e o mestre Fred Mitooka. Cada um em seu esporte – Diego e Natalia no karatê e Fred no taekwondo -, eles levam um pouco de esperança aos mais carentes.

Os três são bem-sucedidos, multicampeões, reconhecidos em nível mundial e com experiência de seleção brasileira. Diego e Natalia fazem clínicas sobre karatê em escolas públicas, juntamente com aulas práticas, e encantam crianças e adolescentes. Já Fred tem como foco as comunidades carentes, como foi o trabalho realizado na favela da Portelinha. É muito bonito ver que existem esportistas com essa consciência. De ajudar ao próximo.

Não à toa, são duas modalidades oriundas da Ásia e que têm como principal mote a disciplina entre os atletas. Quem faz o bem sempre é recompensado. Por isso, esperamos e torcemos para que conquistem muito mais até chegar, quem sabe, em uma participação nos Jogos Olímpicos, daqui a três anos, em Tóquio, no Japão. Natália como atleta e Diego e Fred como técnicos. Talento, eles têm de sobra.

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Início