Tiro com Arco

Barrado, Gibi Fernandes recebe premiação

Falta de apoio financeiro atrapalha novamente os planos do piracicabano

*Capa: Mauricio Bento/Líder Esportes

O piracicabano Gibi Fernandes viajou para Curitiba (PR) no último fim de semana com o objetivo de disputar o Campeonato Brasileiro Indoor de Tiro com Arco. A viagem para a capital paranaense, entretanto, foi frustrada quando a organização do evento barrou a participação do arqueiro na Copa Ronaldo Nacaxe, segundo ele, devido ao atraso no pagamento na taxa de inscrição. Sem apoio financeiro, Gibi e filha Rebeca detinham o índice, mas não conseguiram regularizar a presença no certame.

“Infelizmente, fui barrado pelo atraso. A organização foi inflexível. Eles esperavam cerca de 100 arqueiros, mas somente 60 atletas apareceram. Mesmo assim, não me liberou”, disse o piracicabano. Na ocasião, a Field Brasil (entidade organizadora) fez a entrega de medalhas aos campeões da temporada. Gibi Fernandes recebeu duas premiações de terceiro lugar nas categorias field e bow hunter. “Gastei com a viagem e hospedagem, mas somente recebi as premiações do ano. É o terceiro ano consecutivo que fico entre os três melhores”, completou.

Depois de encerrar o ano passado com a nona colocação no Campeonato Sul-americano de Field, Hunter e Animal Round, em Saquarema (RJ), o arqueiro piracicabano Gibi Fernandes definiu como planejamento para 2017 pontuar o máximo que puder para chegar ao topo do ranking nacional. Especialista na categoria AMFU adulto masculino estilo livre, o atleta voltou a sofrer com a falta de incentivo. “É difícil, estamos com uma dificuldade muito grande quando o assunto é apoio. Espero que a partir de 2018 nós possamos ter mais suporte”, finalizou.

Início