Voleibol

Atletas da Apiv ganham experiência internacional

Bruninha, Thaynara e Melissa deixam Brasil para disputar torneios continentais

A ponteira Ana Cecilia, jogadora de vôlei da Apiv
Ana Cecilia havia acertado com o KV Skenderaj, mas transferência depende da federação do Kosovo (Foto: Adilson Zavarize/Piracicaba em Festa)

Sem compromissos marcados para este início de ano, o time feminino da Apiv (Associação Piracicabana de Voleibol) liberou as atletas para atuarem por outros clubes neste período. Três delas, inclusive, foram emprestadas para equipes do exterior: a central Bruninha foi para o Club Deportivo, do Peru; a ponteira Thaynara se encontra no Al Ahly, do Egito;e a levantadora Melissa viajou nesta segunda-feira (8) ao Kosovo, onde jogará pelo KV Skenderaj.

Zeca, técnico da Apiv, espera contar com as jogadoras para os desafios  desta temporada

Bruninha chegou ao Club Deportivo em dezembro e, atualmente, participa da Liga Nacional. Porém, segundo ela, o foco do time está no Sul-Americano. A competição será realizada em Buenos Aires, na Argentina, entre os dias 24 e 28 deste mês. “É a principal preocupação da equipe, pois vamos enfrentar jogadoras com uma bagagem carregadíssima, como campeãs olímpicas”, informou a atleta, que também tem procurado absorver técnicas diferentes.

“Todo mundo que sai do seu país não volta igual. Por mínima que seja, alguma coisa soma. Meu técnico aqui é muito parecido com o Zeca (treinador da Apiv). A forma de pensar, a inteligência, a gana de ganhar… Então, creio que estou dando continuidade no trabalho que venho fazendo há quatro anos em Piracicaba. Estou incorporando novas jogadas, com um jogo muito rápido, velocidade sempre, coisa que quero muito levar comigo de volta”, disse a central.

Thaynara, por sua vez, reforçou o Al Ahly no fim de janeiro para a disputa da Copa da África. A ponteira afirmou ter dificuldade com o idioma, mas ressaltou que isso não influencia seu trabalho. “É a primeira vez que jogo fora do país. É uma experiência nova e única. Apesar de eu não falar inglês e muito menos árabe, voleibol é universal. Então, dentro de quadra, está normal. Mas, fora dela, a comunicação está muito difícil. Só o tradutor online para salvar (risos)”, disse a jogadora, que desembarcou em Cairo no fim de janeiro.

Já Melissa defenderá o KV Skenderaj no Challenge Cup, torneio continental organizado anualmente pela Confederação Europeia de Voleibol. A levantadora destacou a experiência que ganhará durante sua estadia no Kosovo. “Vai me abrir muitas portas para o futuro. São oportunidades que aparecem que não podemos desperdiçar. Temos que aproveitar e agarrar com unhas e dentes. Tenho certeza de que, como pessoa e jogadora, vou crescer muito”, salientou.

INCERTEZA

A ponteira Ana Cecilia também iria para o KV Skenderaj, mas não foi inscrita dentro do prazo permitido pela federação do Kosovo. Ela, no entanto, ainda analisa sua situação junto à entidade para saber se há a possibilidade de a transferência ser permitida mesmo assim. De qualquer forma, o técnico da Apiv/Amhpla/Unimep/Selam, Zeca, espera contar com as quatro atletas para os torneios que o time piracicabano disputará em 2016. “Elas têm contrato conosco e temos a preferência na renovação”, informou.

Início