Jiu-Jitsu

Atleta supera lesão e planeja volta aos treinos

Guilherme Cardoso vive expectativa para retomar atividades no esporte

Guilherme Cardoso, atleta de jiu-jitsu da equipe Felipe Vidal Piracicaba
O atleta Guilherme Cardoso não esconde a ansiedade para voltar a lutar e treinar (Foto: Líder Esportes)

Guilherme Cardoso não vê a hora de lutar novamente. Após operar o menisco do joelho direito, o lutador piracicabano admite a ansiedade pelo retorno, mas garante que não vai precipitar a volta. Representante da Equipe Felipe Vidal, o atleta está completando o trabalho de fisioterapia e aguarda o aval médico para iniciar o fortalecimento específico com os preparadores físicos Luiz Bustamante e Renan Cruz.

“Estou terminando as últimas sessões de fisioterapia de ir para o trabalho de fortalecimento. Com um pouco mais de calma, volto para o jiu-jitsu. No final de junho, pretendo estar treinando duro. Ainda não tenho nenhuma competição em vista, meu foco agora é ‘comer’ treino e, quando o Felipe Vidal achar que estou pronto, vou para a batalha”, declarou o lutador. “A recuperação está tranquila. A cirurgia é simples apesar de requerer bastante cuidado. Quero voltar quando estiver bem recuperado”.

ANSIEDADE

Perguntado sobre a pausa nos treinamentos, Guilherme Cardoso admitiu a ansiedade para voltar a lutar. O atleta piracicabano, que em 2015 venceu cinco dos seis torneios que disputou, operou o joelho após conseguir a medalha de bronze na Copa Afonso, disputada no início de abril, em Corumbataí. Antes, o lutador já havia sido campeão do Open Fight Festival, categoria -77 kg na competição submission – o evento aconteceu em Águas de São Pedro.

“É muito ruim ficar em casa sem fazer qualquer tipo de exercício físico, não tenho como negar que estou ansioso para voltar, ainda mais quando se tem pela frente metado do ano e com grandes campeonatos em andamento. Eu disputei três competições neste primeiro semestre e tive um rendimento não desejável no primeiro, mas conquistei ouro e bronze nos outros dois. Sei que vou ter pouco tempo para readquirir o ritmo de luta”, completou o piracicabano.

Início