Lutas

Aspera FC: saldo negativo para piracicabanos

Bruno Bulldog e Jampa Leibholz perderam seus combates em São Pedro

Bruno Bulldog, lutador de MMA
Bruno Bulldog sofreu um nocaute, mas segue como promessa do MMA (Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação)

A edição 44 do Aspera FC, evento de MMA (sigla em inglês para artes marciais mistas) que aconteceu em São Pedro no último sábado (10), não será lembrada com ‘saudade’ pelos lutadores piracicabanos. Depois de garantir três medalhas na Copa do Brasil, Jampa Leibholz não deu sorte contra Alison Souto e acabou derrotado por nocaute técnico após lesionar a costela. O retorno de Bruno Bulldog foi ainda mais doloroso: no 12º combate profissional da carreira, o piracicabano sofreu um nocaute relâmpago contra Adalto Prado.

Em luta de muay thai pela categoria 57 kg, Jampa começou bem a luta contra Alison Souto, mas acusou um chute na altura da costela antes do primeiro intervalo. O lutador da academia Chock Dee ainda tentou voltar para o octógono, mas tinha dificuldades para erguer os braços, situação pela qual a luta foi interrompida. “É claro que ninguém gosta de perder, mas tenho que aceitar. Se eu quisesse só ganhar, escolhia outra coisa para a vida. O importante agora é recuperar e voltar a treinar mais forte ainda para as próximas competições”, disse o atleta, que em outubro disputa o Pan de kickboxing, em Cancún, no México.

SURPRESA

A derrota de Bruno Bulldog foi a maior surpresa do evento em São Pedro. O lutador piracicabano, promessa do MMA e com bagagem de treinamento nos Estados Unidos, ao lado de nomes consagrados do UFC como Henry Cejudo e Frankie Saenz, não resistiu ao chute alto de Adalto Prato com apenas sete segundos de combate. Foi a terceira derrota de Bulldog como profissional. O atleta piracicabano foi atendido pelos médicos do Aspera FC e passa bem, mas não concedeu entrevistas.

Início