Canoagem

Ascapi tem trio chamado para seleção brasileira

O trio piracicabano Bruno Cataldo, Pedro Aversa e Thiago Serra foi convocado

*Capa: Antonio Zapellini/Click Adventure

A CBCa (Confederação Brasileira de Canoagem) divulgou no início da semana os atletas convocados para representar a seleção brasileira nos campeonatos Sul-Americano e Pan-Americano, que serão realizados na cidade de Turrialba, na Costa Rica, entre os dias 20 e 22 de outubro. Na lista, aparecem três piracicabanos: Pedro Aversa e Thiago Serra, ambos da categoria C1 sênior, e Bruno Cataldo, que participa da C1. O grupo integra a equipe da Ascapi/Selam (Associação de Canoagem de Piracicaba).

“É uma notícia excelente, em um ano cheio de dificuldades. Nós estamos conseguindo resultados bastante satisfatórios, levando inclusive os atletas para a seleção brasileira”, disse o treinador Gustavo Gozzo. Com a verba da Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras) emperrada desde o início do ano, quando entrou em vigor o marco regulatório do terceiro setor (Lei Federal 13.019/2014), e o repasse sem previsão, o esporte local atravessa período de crise.

PARCERIA

A legislação indica que o repasse de verbas para as associações esportivas poderá ser efetivado após o chamamento público, fórmula de seleção da melhor proposta obrigatória para a celebração de parcerias com entidades sem fins lucrativos. O repasse poderá acontecer apenas depois que as entidades tenham se adequado às regras. Geralmente feito entre fevereiro e março, o repasse em Piracicaba poderia acontecer apenas em novembro.

A maioria das entidades locais depende da parceria com a Selam para pagar os esportistas. Assim, os atletas, dirigentes e treinadores estão desde o início de 2017 sem ‘salários’. “A avaliação do trabalho que está sendo feito é muito positiva, melhor do que a expectativa e temos que destacar o sacrifício de cada um.  Nós estamos passando por um momento de transição e existe essa turbulência, mas acreditamos no potencial do grupo. A convocação para a seleção brasileira serve de estímulo”, completou Gustavo Gozzo.

Início