Canoagem

Ascapi fecha ano consolidada no cenário nacional

Equipe conquistou grandes resultados mesmo com número de atletas reduzido

Pedro Aversa, canoísta da Ascapi/Selam/Piracicaba
Pedro Aversa não chegou às Olimpíadas, mas fechou ano com saldo positivo (Foto: Ascapi/Divulgação)

O ano de 2016 foi de superação para os atletas da Ascapi/Selam (Associação de Canoagem de Piracicaba). Depois de um início insólito, a equipe piracicabana conseguiu fechar a temporada consolidada entre as melhores do país. O começo, entretanto, foi complicado: Thiago Serra, que vinha de recuperação após fraturar a patela direita, e Pedro Aversa não conseguiram a classificação para Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. A eliminação do segundo foi frustrante. Aversa não pôde participar da Seletiva Olímpica por conta de uma lesão de Rafael Souza, parceiro dele na categoria canoa dupla (C2).

Nos eventos nacionais, a Ascapi conseguiu os melhores resultados

A partir daí, as notícias começaram a melhorar pelo lado da Ascapi. No primeiro semestre, o grupo comandado pelo técnico Gustavo Gozzo iniciou a temporada com a participação na Seletiva Nacional e Olímpica, disputada no Canal Rio, no Complexo Esportivo de Deodoro. Na base, Arthur e Bruno Cataldo conquistaram a primeira colocação na canoa dupla e Denis Quellis ficou com o segundo lugar na canoa individual, enquanto Thiago Serra terminou na quarta posição na categoria olímpica C1 (canoa individual).

No cenário internacional, Quellis e Serra viajaram em julho para Cracóvia, na Polônia, onde foi realizado o Mundial de Canoagem Slalom júnior e sub-23. A canoagem de Piracicaba ainda conquistou dois resultados históricos nos campeonatos Pan-americano e Sul-americano de Canoagem Slalom, eventos que aconteceram simultaneamente no Complexo Esportivo de Deodoro. Denis Quellis na C1 (canoa individual) e os irmãos Arthur e Bruno Cataldo na C2 (canoa dupla) trouxeram para casa a medalha de ouro em ambas competições.

Porém, foi nas competições nacionais que a Ascapi mostrou força. Em Itiquira (MT), cidade que recebeu a Copa do Brasil da primeira divisão e o Campeonato Brasileiro da segunda divisão de canoagem slalom, o grupo piracicabano voltou para casa com a terceira colocação geral, feito bastante valorizado pelo número reduzido de canoístas da equipe (12). O destaque na ocasião foi o jovem Lucas Moreton. Na segunda etapa da Copa do Brasil, realizada em Três Coroas (RS), foram nove medalhas, sendo quatro de ouro, três de prata e duas de bronze.

BRASILEIRO

No ápice do rendimento, como havia dito o técnico Gustavo Gozzo às vésperas do Campeonato Brasileiro, a Ascapi encerrou a competição nacional no último domingo com dez resultados para comemorar. No evento disputado em Foz do Iguaçu (PR), a equipe piracicabana viajou com 13 atletas, cinco deles na divisão de acesso e oito na elite, além de cinco integrantes do departamento de arbitragem. O destaque foi novamente a promessa Lucas Moreton, revelação da equipe que conquistou três medalhas de ouro na Segunda Divisão.

Início