Voleibol

Apiv perde em casa; técnico valoriza trabalho

Time é derrotado pelo Brasil Kirin; Chico dos Santos vê margem de melhora

Apiv - Voleibol Masculino Sub-21
A Apiv iniciou o trabalho com a equipe sub-21 há cerca de um mês (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

A equipe masculina da Apiv/Unimep/Selam (Associação Piracicabana de Voleibol) conheceu nesta terça-feira (13) a segunda derrota consecutiva na fase de classificação do Campeonato Paulista Sub-21, competição organizada pela FPV (Federação Paulista de Voleibol). Jogando em casa, no Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas, o time piracicabano perdeu para o Brasil Kirin, de Campinas, pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/13 e 25/14, em um hora e sete minutos de partida.

O equilíbrio no duelo durou apenas nos dez primeiros pontos de cada set. Depois, pesou a maior experiência do elenco do Brasil Kirin, que soube explorar o nervosismo e o pouco tempo de trabalho da equipe piracicabana – o trabalho encabeçado pelo técnico Chico dos Santos, auxiliar de Bernardinho nas conquistas de oito títulos da Liga Mundial e da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, tem apenas um mês. Apesar do revés, o treinador elogiou o empenho do grupo e afirmou que vê boa margem de evolução.

AVALIAÇÃO

“A nossa equipe ainda é muito jovem. No elenco, temos cinco jogadores com idade inferior a 19 anos e isso faz muita diferença quando se enfrenta atletas com 21 anos. Nessa idade, a diferença é muito grande no voleibol. Apesar disso, temos que valorizar o que eles estão fazendo, são garotos muito esforçados, temos que acreditar. A receita agora é treinar bastante, pois a margem de evolução existe e eles podem crescer bastante. O trabalho ainda está no começo”, afirmou Chico.

Perguntado sobre a conversa com os jogadores após a derrota, o treinador voltou a valorizar o grupo. “As falhas aconteceram, mas a última coisa a se fazer é dar ‘esporro’. Eles sabem da dificuldade, mas estão lutando. A derrota foi ruim, porém, nós sabemos que temos que trabalhar, dar continuidade ao trabalho. Foi o que eu disse para os atletas. O momento é dar força para eles (jogadores), a chance de crescer é recuperar a confiança”, completou o técnico do time piracicabano.

Início