Voleibol

Apiv estuda planejamento para próximo ano

Elenco deve ser reformulado; clube aguarda definição dos calendários

Kamilla Augusto, levantadora da equipe feminina de vôlei da Apiv
Kamilla defende agora o Extremadura Arroyo, da primeira divisão espanhola (Foto: Líder Esportes)

Aguardando os calendários de FPV (Federação Paulista de Voleibol) e CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) para definir o planejamento de 2017, ano em que deve disputar a Superliga B pela primeira vez, a equipe feminina da Apiv/Amhpla/Unimep/Selam deve reformular o elenco para a próxima temporada. Ouro nos Jogos Abertos do Interior e vice-campeão paulista, com apenas uma derrota em jogos oficiais ao longo do ano, o time chamou a atenção de clubes do exterior, que vieram a Piracicaba em busca de reforços.

As ponteiras Neneca e Thaynara deixaram a Apiv. A primeira acertou com o Dinamo Bucaresti, equipe mais popular da Romênia, enquanto a segunda está de volta ao Al Ahly e disputa a Liga do Egito. No primeiro semestre, Thaynara vestiu a camisa da equipe egípcia e fez história no continente africano ao vencer Copa e Liga nacionais, além da Copa dos Campeões da África. A saída de jogadoras para o estrangeiro não é novidade para a Apiv. No início do ano, a central Bruninha foi para o Club Deportivo, do Peru, e a levantadora Melissa viajou ao Kosovo, onde jogou pelo KV Skenderaj.

A última atleta a embarcar rumo ao exterior foi a levantadora piracicabana Kamilla Augusto, reforço do Extremadura Arroyo, clube que disputa a Superliga Espanhola. A jogadora desembarcou há duas semanas em Madrid e briga pela condição de titular. Em entrevista ao jornal ‘El Periódico de Extremadura’, Kamilla afirmou que está motivada para defender a nova equipe e se definiu como uma atleta “valente e ousada”, características que, segundo ela, formam parte de sua personalidade.

Início