Natação

Ambiciosa, Luisa Braga vai ao Troféu Maria Lenk

Piracicabana sabe que foco é 2020, mas não abre mão da Olimpíada no Rio

Luisa Braga, nadadora do Clube de Campo de Piracicaba
Luisa Braga diz que está confiante para conseguir bons resultados no Rio de Janeiro (Foto: Arquivo Pessoal)

Com o foco voltado para 2020, mas ainda com a esperança de participar da Olimpíada deste ano, a nadadora piracicabana Luisa Braga disputa o Troféu Maria Lenk, que começa hoje (15) e termina quarta-feira (20) na piscina olímpica do Rio de Janeiro. Especialista nas provas de 400 e 800 metros crawl, Luisa tem 17 anos, defende o CCP/CLQ (Clube de Campo de Piracicaba) e sabe que atingirá o ápice nos Jogos Olímpicos de Tóquio, conforme planejamento traçado pelo técnico Reinaldo Rosa. Porém, ela não aceita a ideia de voltar para casa com as mãos vazias.

“A minha expectativa para o Troféu Maria Lenk é melhorar meus tempos. O que vier a mais será consequência dessa melhora. O meu foco é disputar as Olimpíadas de 2020, mas como a natação é um esporte onde tudo pode mudar em questão de segundos, o sonho (de participar dos Jogos no Rio de Janeiro) ainda existe sim”, afirmou Luisa, que na primeira e única competição disputada em 2016, conquistou duas medalhas de ouro e uma de prata no Torneio Regional realizado no clube Gran São João, em Limeira.

Questionada sobre a pré-temporada, a atleta disse que está em condições ideais para o Troféu Maria Lenk. Além do aspecto físico, Luisa também destaca a importância do trabalho psicológico. “Em relação aos treinamentos, chego à competição no auge, com certeza. Apesar de cada dia ser diferente, vou fazer tudo o que for possível para chegar nos dias de prova 100% ou muito próximo disso, tanto física quanto mentalmente”, afirmou a piracicabana.

PLANEJAMENTO

Após decisão tomada em conjunto com o técnico Reinado Rosa, Luisa decidiu não participar da segunda etapa do Torneio Regional para chegar mais descansada ao Rio de Janeiro. A nadadora garante que ritmo não vai faltar na piscina olímpica. “O fato de ter disputado apenas um torneio não interfere em minha performance, pois nos treinamentos fizemos alguns simulados de competição. Além disso, não competindo tanto, eu pude me dedicar ainda mais aos treinos”.

Início