Futebol

Alvinegro fecha treino a pedido dos jogadores

Atletas do Nhô Quim querem privacidade após fatalidade com Canavarros

Bruno Brígido, goleiro do XV de Piracicaba
Segundo Bruno Brígido, elenco quinzista não está 'totalmente recuperado' (Foto: Líder Esportes)

A pedido dos jogadores, o XV de Piracicaba treinou com portões fechados nesta quarta-feira (3), no estádio Barão da Serra Negra. Os atletas fizeram essa solicitação para terem ‘privacidade’ depois do que houve com o lateral-direiro Canavarros, que morreu na última segunda-feira (1). O Nhô Quim voltará a campo no dia 11, às 19h, diante do Água Santa dentro de casa.  O compromisso será válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

O XV volta a campo no dia 11, às 19h, para enfrentar o Água Santa

“Não estamos totalmente recuperados, e vai demorar um pouquinho em relação ao fato que aconteceu. Pedimos para trabalhar um pouco em particular. É difícil, mas temos que buscar força entre nós. Essa privacidade é legal, interessante. Sabemos que vocês também vão entender”, explicou o goleiro Bruno Brígido em entrevista coletiva, antes da atividade, na sala de imprensa do clube.

Diferente dos outros times que disputam o Paulistão, o Alvinegro não jogará nesta semana. A equipe tinha partida marcada para hoje, contra o Rio Claro. No entanto, devido à fatalidade que ocorreu com Canavarros, o confronto foi adiado para o dia 17, às 17h. “Infelizmente, ganhamos um tempo. Mas, com esse período que temos para nos preparar, estamos vendo o que fizemos de bom e ruim contra o Corinthians e corrigindo os erros”, disse.

CONTESTAÇÃO

Bruno Brígido também falou sobre a derrota de domingo (31) para o Corinthians. Na visão dele, a arbitragem deveria ter assinalado impedimento no lance que originou o único gol do jogo, marcado por Romero. “Quando o Rodriguinho deu o lançamento, fui para cima do Romero, que estava adiantado e foi em direção à bola. O fato de ele ter arrancado no primeiro momento, na minha opinião, caracteriza impedimento”, afirmou.

Porém, apesar do resultado negativo, o goleiro elogiou a atuação do XV. “Colocamos em campo o que vínhamos fazendo nos treinamentos. Esperamos tornar isso o nosso padrão. Quanto ao resultado, ficamos tristes, por termos enfrentado o campeão brasileiro de igual para igual. Foi um pouco de desatenção nossa. Contra time grande, não podemos vacilar nem por um minuto, e foi o que bastou”, destacou.

DSC_0196

Para jogador, gol do Corinthians deveria ter sido invalidado: ‘Romero estava adiantado e foi em direção à bola’

Início