Opinião

Acabou o século 20

Sim, é isso mesmo. Não vivemos mais no século 20, na década de 1970 e nem de 1980. Infelizmente, alguns torcedores não perceberam que o futebol evoluiu e ainda seguem presos ao passado. Acreditam que os clubes do interior, que seguem quebrados, vão se unir e peitar a Federação Paulista de Futebol. Para, vai! Outros seguem acreditando que o XV de Piracicaba será o mesmo da época de Romeu Ítalo Rípoli, dos tempos de Gatão e Idiarte, entre tantos outros ídolos. Esses torcedores criam ilusões e falsas esperanças, acreditando que irão ao estádio Barão da Serra Negra e verão o XV dando espetáculo. É sério mesmo que vocês esperam isso de uma competição que serve para os clubes e jogadores não ficarem parados?

Se ninguém aguenta mais a Copa Paulista, porque o nível dos jogos é ruim, como esperar bons jogos? Se muitos jogos na elite do Campeonato Brasileiro deixam a desejar, imagine na Copa Paulista! Vamos acordar para a realidade e entender o momento que vive o XV de Piracicaba. A crise econômica no país acarretou na saída de patrocinadores, pouca arrecadação, time de R$ 45 mil mensais e expectativa de terminar o ano com um déficit de aproximadamente R$ 1 milhão. Com tudo isso, o XV está entre as quatro melhores equipes de uma competição que iniciou com 26. O Alvinegro desbancou equipes com mais investimento, que independente de serem tradicionais ou não, tinham um elenco mais forte e ficaram pelo caminho.

Se passar pela semifinal, garante uma vaga em uma competição nacional, seja ela Série D do Brasileiro ou Copa do Brasil. Não falta raça ao time, não falta treinamento, mas, no quesito técnica e qualidade individual, alguns jogadores deixam a desejar. Você conhece algum craque que aceite ganhar no máximo R$ 3 mil? Se conhecer, indique ao XV. Não dá para fazer futebol com qualidade sem dinheiro. Tente fazer a compra do mês para uma família com R$ 200. Você pode até matar a fome todos os dias, mas sabe que não dá para comer o que quer.

Comece a enxergar a nova realidade do XV e do futebol. Não se iluda acreditando que na Série A2 tudo vai mudar, porque não vai. A cota para a disputa da competição é de R$ 680 mil. Comece a calcular. Sendo otimista, a folha salarial vai girar em torno de R$ 130 a 150 mil. Lógico que a meta é subir e fazer um grande campeonato, mas o time será montado de acordo com a realidade do clube. Parcerias, com jogadores a custo zero, devem acontecer novamente.

Voltando à semifinal da Copa Paulista, não dá para negar que o Rio Claro é favorito. Cabe ao XV quebrar esse favoritismo. E para aquela meia dúzia que só vai ao estádio para xingar o três, o cinco e o sete, sem saber sequer o nome da competição que o Alvinegro está disputando, fiquei sabendo que o capítulo da novela das oito nesta sexta-feira e está imperdível. Fica a dica!

Vai, XV!

Marcelo Sá é radialista e jornalista na Rádio Jovem Pan News Piracicaba

Início