Opinião

Acaba logo, seu juiz!

Conquistar a classificação no próximo domingo (13) contra o Rio Claro é uma forma de diminuir um pouco a dor sofrida em 2016 pelo torcedor do XV de Piracicaba. Mesmo jogando pelo empate e ainda com a oportunidade de decidir a vaga nos pênaltis, caso perca o jogo por um gol de diferença, o Alvinegro não terá vida fácil.

Analisando a campanha do Rio Claro, consigo entender porque a equipe adotou uma postura mais defensiva em Piracicaba. É simples: em Rio Claro, o time fez a diferença. Em dez jogos no estádio Augusto Schimidt Filho, o Galo Azul venceu nove e empatou um. O aproveitamento é de 90% dos pontos em casa. Se não bastasse, a equipe sofreu apenas dois gols em seus domínios. Apenas na primeira partida em casa, quando enfrentou a Ferroviária, dia 10 de julho, o Rio Claro não marcou gol. Nenhuma equipe fez tão bem feita a lição de casa na Copa Paulista.

O XV de Piracicaba também tem números que pesam a seu favor. Nos jogos fora de casa, com exceção das partidas contra Paulista e Red Bull, quando a equipe já estava classificada, sempre marcou gols como visitante. A defesa, assim como a do Rio Claro, é muito forte e foram apenas dez gols sofridos em 21 jogos. A diferença é que o XV nunca sofreu dois gols na mesma partida.

A decisão promete muito. O torcedor piracicabano mais uma vez está empolgado e não poderia ser diferente. O XV pode voltar a disputar uma competição nacional, algo que não vemos desde 2003, quando o clube disputou pela última vez a Série C do Brasileiro. Prepare o coração, pois será sofrimento do inicio ao fim. Ainda não sei quem apitará o jogo, mas, no meu relógio, já deu 48 minutos do segundo tempo. Juizão, pode acabar!

Marcelo Sá é radialista e jornalista na Rádio Jovem Pan News Piracicaba

Início