Corpo & Mente

A musculação para quem corre

Copa Interior de Triatlo

O treino de resistência de força hipertrófica ou força máxima é de extrema importância tanto para quem pretende começar a correr quanto para os que já correm e buscam melhorar a performance. O que costumo ver no dia-a-dia são pessoas sedentárias que não praticam atividades físicas há anos, nunca fizeram musculação, e decidem correr. Elas se inscrevem na primeira corrida que aparece ou vão correr em alguma área de lazer sem nenhuma orientação. O que podemos observar, algum tempo depois, são lesões como canelite, fascite plantar, tendinite patelar, além do desequilíbrio muscular, dores lombar e, inclusive, fratura por estresse.

Você pode não gostar, mas a musculação é fundamental para quem quer correr

Para correr, a musculatura precisa ser forte e equilibrada, pois é ela que protege nossas articulações e tendões. Para a corrida, o maior impacto está nos membros inferiores, mas engana-se quem pensa que apenas essa musculatura deve ser trabalhada. Devemos fortalecer também o tronco, que inclui abdome, lombar, paravertebrais, e fortalecer membro superiores como deltoides e bíceps, enfim, trabalhar o fortalecimento geral, pois a corrida envolve tanto membros inferiores, como superiores.

Para os iniciantes da corrida, é fundamental o acompanhamento com um profissional, pois, assim, previne de lesões e ao mesmo tempo fortalece, prepara e aumenta o condicionamento físico de forma com que realize uma corrida saudável e produtiva. Corredores, eu sei que a musculação é monótona para vocês, que é chato, que é insuportável às vezes, mas o treinamento na musculação é o que fará a diferença na corrida. É ele que vai prevenir de lesões, preparar o corpo e fazer com que você possa correr muitos anos. Então, se você ama correr e não quer parar precocemente, seu treino de corrida deve estar periodizado com o treino de musculação.

Evandro Delamuta é personal trainer e colunista do portal LÍDER

Início